CONCEPÇÕES DE CRIATIVIDADE NO CONTEXTO EDUCACIONAL: UM NOVO OLHAR FORMATIVO

Maria José da Silva Morais, Maria José de Pinho

Resumo


A criatividade na formação continuada de professores na perspectiva educativa como um bem social pautada no (re)pensar, (re)planejar e (re)significar tanto do aprender quanto ensinar é urgente na contemporaneidade. Nesse aspecto, o presente artigo busca compreender o conceito de criatividade e sua relevância na formação continuada de professores do ensino fundamental. Esta discussão é fruto de um recorte da fundamentação teórica de dissertação de Mestrado em Educação da Universidade Federal do Tocantins (UFT) que se apoiou na abordagem qualitativa de caráter exploratório. A pesquisa apontou a necessidade de uma formação que prima pelas bases teóricas da criatividade, na constante busca da ressignificação e da aprendizagem, bem como o fazer mais aberto e dinâmico. Esses aspectos sinalizam que a criatividade carece ser assumida como um valor educativo e um bem social para haver professores e estudantes criativos atentando para as questões sociais, políticas, econômicas, educacionais e planetárias. Ou seja, cidadãos que estão preocupados consigo mesmo e com a melhoria de toda a sociedade. Portanto, é indispensável formar professores com consciência e atitudes ampliadas para transformar situações adversas em ações criativas. E isto implica admitir uma prática crítica e construtiva de novos conhecimentos para o fazer compartilhado de novos significados para dimensão formativa na atualidade.


Palavras-chave


Criatividade; Formação continuada; Ressignificação do conhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/contrapontos.v17n2.p312-334