APLICABILIDADE DA SUSTENTABILIDADE NO PROCESSO CIVIL: DOS AVANÇOS DO PROCESSO ELETRÔNICO À EFETIVAÇÃO SOCIOAMBIENTAL NOS TRIBUNAIS

Maykon Fagundes Machado, Emanuela Cristina Andrade Lacerda

Resumo


Objetiva-se com a presente pesquisa analisar a aplicabilidade da Sustentabilidade no Processo Civil e verificar seus desafios e efetividades no decorrer dos anos. Adota-se como objetivo geral a análise da aplicabilidade da Sustentabilidade sob o prisma do Processo Eletrônico e seus avanços que contribuem com a celeridade processual trazendo praticidade e agilidade nas demandas processuais colaborando de forma contínua e efetiva aos processos judiciais. Através do objetivo específico busca-se verificar a aplicação de práticas sustentáveis no que tange os processos judiciais e nos tribunais, especialmente o Tribunal de Justiça de Santa Catarina e o Tribunal Regional Federal da 4° Região. Em síntese, nota-se a importância e grande aplicabilidade da Sustentabilidade em relação a estes novos instrumentos tecnológicos, inclusive nos tribunais, através de uma gestão Socioambiental. Para o desenvolvimento desta pesquisa será utilizado o método indutivo e o uso das técnicas da categoria, conceito operacional e pesquisa documental e bibliográfica.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Pedro Manuel. Processo e Democracia: O processo jurisdicional como um locus da democracia participativa e da cidadania inclusiva no estado democrático de direito. Vol. 3. São Paulo: Conceito Editorial, 2011.

ALVIM, J.E.C.; CABRAL JÚNIOR, S.N. PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO (Comentários à Lei 11.419/06). Curitiba: Juruá, 2008.

ATHENIENSE, Alexandre Rodrigues. A Justiça Brasileira e o processo eletrônico. 2009. Disponível em: .

BARRETO, Vicente de Paulo. Dicionário de filosofia política. São Leopoldo, (RS): Editora da UNISINOS, 2010.

BECK, ULRICH. Sociedade de risco: rumo à outra modernidade. Tradução de Sebastião Nascimento. São Paulo: Editora 34, 2011.

BITTAR, Eduardo C. B. O Direito na pós-modernidade: reflexões frankfurtianas. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

BOFF, Leonardo. Saber cuidar: ética do humano, compaixão pela terra. Petrópolis, (RJ): Vozes, 2003.

BRASIL. Lei n. 11.419, 19/12/2006. Dispõe sobre a informatização do processo judicial; altera a lei n. 5869, de 11/01/1973 - Código de Processo Civil; e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 20/12/2006.

CANOTILHO, Joaquim Gomes; LEITE, José Rubens Morato. Direito constitucional ambiental brasileiro. São Paulo: Saraiva, 2007.

FIORILLO, Celso Antônio Pacheco. Princípios constitucionais do direito da sociedade da informação: a tutela jurídica do meio ambiente digital. São Paulo: Saraiva, 2015.

FREITAS, Vladimir Passos de. TRF da 4ª Região, um tribunal de excelência no Brasil. CONJUR. Disponível em: .

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Tradução de Maria Cristina F. Bittencourt. Campinas, (SP): Papirus, 1990.

LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Direitos Metaindividuais. São Paulo: LTR, 2005.

LEITE, Rubens Morato; DANTAS, Marcelo Buzaglo (Org.). Aspectos processuais do direito ambiental. 2. Ed. São Paulo: Forense Universitária, 2004.

LEPETIT, Bernard. Por uma nova história urbana. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001.

MARCATO. Ana Cândida Menezes. Ação popular e ação civil pública: espécies do mesmo gênero? - Revista Dialética de Direito Processual. São Paulo: Oliveira Rocha – Comércio e Serviços Ltda., nº 27, p. 9-26, jun. – 2005.

MATTEI, Ugo. Bienes comunes: un manifiesto. Traducción de Gerardo Pisarello. Madrid: Trotta, 2013.

MIELKE SILVA, Jaqueline. O direito processual civil como instrumento de realização de direitos.

PASOLD, Cesar Luiz. Metodologia da Pesquisa Jurídica: teoria e prática. 13º ed. Florianópolis: Conceito Editorial, 2015.

PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA – PJSC. Gestão Socioambiental - Histórico. Disponível em: .

SAAVEDRA, Fernando Jaime Estenssoro. Medio ambiente e ideología: la discusión pública en Chile, 1992-2002. Santiago: Ariadna/Universidad de Santiago de Chile – USACH, 2009.

SILVA, Jaqueline Mielke. O direito processual civil como instrumento de realização de direitos. Porto Alegre: Verbo Jurídico, 2005.

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4° REGIÃO – TRF4. Plano de Gestão de Logística Sustentável – PLS/TRF4 – Estrutura. Disponível em: .

ZAVASCKI, Teori. Processo Coletivo: tutela de direitos coletivos e tutela coletiva de direitos. Porto Alegre: UFRGS, 2005. 295 f. Tese (Doutorado em Direito) – Programa de Pós Graduação em Direito, Faculdade de Direito, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

WEDY, Gabriel. GARCIA, Sérgio Renato Tejada. Processo eletrônico promove o desenvolvimento sustentável. CONJUR. Disponível em: .


Apontamentos

  • Não há apontamentos.