Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Os Anais de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade -  (ISSN 2526-138X), desenvolvidos pela Associação Internacional de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade, tem como missão servir à comunidade acadêmico científica, tanto nacional como internacional, como um instrumento de informação e divulgação de produtos científicos produzidos por meio dos eventos organizados pela Associação Internacional.

A Associação Internacional de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade é composta por professores representantes de universidades de três países diferentes (Brasil, Espanha e Itália), que tem por finalidade prestar apoio e orientação à organização de eventos internacionais acadêmicos.

Com o propósito de propagar conhecimento científico de qualidade por meio da promoção de eventos internacionais relacionados aos temas de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade, os presentes Anais têm, por escopo primordial, a difusão de produtos científicos de qualidade, dentro dos parâmetros para publicação recomendados pela  CAPES, a fim de contribuir, no que for possível, com a cooperação acadêmica e o intercâmbio internacional entre discentes e docentes de diversos países.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Todos os artigos passam por uma avaliação prévia realizada pelo editor-responsável (exame de submissão), que verifica a compatibilidade de conteúdo com a Linha Editorial adotada, além de aspectos metodológicos e estéticos elementares. Após o exame de submissão, os artigos são remetidos ao Corpo Editorial (quatro pareceristas) para a avaliação qualitativa, conforme o processo ‘duplo blind peer review’. O prazo para a elaboração do parecer é de até 30 dias. Após a devolução da análise, o parecer é encaminhado para o autor(es) para tomada de ciência e incorporação das modificações sugeridas, sem que haja identificação do(s) parecerista(s). O texto modificado será enviado para a Revista Eletrônica Direito e Política, que passará por nova avaliação, a critério do Editor-responsável (serão levados em conta o grau de mudanças que o(s) parecerista(s) tenha(m) exigido). No caso do(s) autor(es) divergir da análise qualitativa, poderá justificar seu posicionamento perante o Editor-responsável que decidirá entre nova avaliação, caso tenha ocorrido discrepância entre os dois pareceristas e se entender conveniente. Caso o Editor-responsável mantenha o posicionamento do(s) parecerista(s) e o(s) autor(es) mantiver(em) sua discórdia, a revista se reserva o direito de não fazer a publicação. O andamento das alterações será informado por e-mail ao(s) autor(es). A seção de resenhas objetiva dar especial relevo para livros e revistas, nacionais e internacionais, desenvolvendo visão crítica sobre assunto determinado. Privilegiam-se títulos de interesse acadêmico que instiguem novas pesquisas entre mestrandos e doutorandos, fornecendo-lhes suporte teórico. O Conselho Editorial auxilia no processo de seleção, sempre que solicitado pelo Editor-responsável. Os artigos recusados recebem o parecer escrito justificado.

 

Periodicidade

Os Anais de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade são periódicos científicos anuais. Contudo, é admissível a publicação de mais de um periódico por ano, condicionado aos eventos organizados pela Associação Internacional.   

Compete destacar que desde 2009, os eventos internacionais têm ocorrido nas universidades estrangeiras parceiras. Desta feita, os registros históricos de todas as produções estão sendo resgatados e inseridos na presente plataforma com o intuito de compartilhar todas as produções arquivadas. Ademais, tendo em vista a proposta de Classificação de Eventos formalizada pela CAPES em 2015 ter incluído as produções em eventos nas avaliações dos Programas de Pós-Graduação,  realizadas pela própria agência de fomento e avaliação, somente deverão ser avaliados com as exigências pertinentes apenas as produções a partir do ano de 2015.

 

Política de Acesso Livre

Estes anais oferecem acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público, contribui para a democratização internacional do conhecimento.