A aplicação da ética do ser humano em benefício do meio ambiente como via de acesso ao desenvolvimento sustentável

Milene Soares Velho, Luciana Bittencourt Gomes Silva, Denise Schmitt Siqueira Garcia

Resumo


O progresso tecnológico mundial aliado a outros fatores implicou em uma humanidade consumista e individualista, pouco consciente sobre os impactos ambientais, sociais e econômicos resultantes de suas condutas. A problemática que instigou a pesquisa foi: o enfrentamento do estudo da ética, atrelado à conscientização do ser humano sob a ótica do meio ambiente, se devidamente aplicados, por meio da responsabilidade ambiental, poderá ser a porta de acesso para a concretização da sustentabilidade? Para a resolução da problemática, objetiva-se analisar a aplicação da ética humana no meio ambiente e se a sua efetiva implementação poderá ser a via de acesso ao desenvolvimento sustentável.  O trabalho será dividido em três partes: a primeira tratará da ética, seu conceito e considerações; a segunda abordará o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade ambiental da sociedade e a terceira sobre o desenvolvimento sustentável através da sociedade ética. Para desenvolver a presente pesquisa foi utilizado o método indutivo. As técnicas utilizadas nesse estudo foram a da Pesquisa Bibliográfica, da Categoria e do Conceito Operacional.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. A Política. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BOFF, Leonardo. Ética e moral: a busca dos fundamentos. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

BOFF, Leonardo. Sustentabilidade: O que é – O que não é. Petrópolis: Vozes, 2015.

BOSSELMANN, Klaus. O Princípio da Sustentabilidade. Transformando Direito e Governança. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF, out. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 23/09/2019.

CRUZ, Paulo Márcio. Política, Poder, Ideologia & Estado Contemporâneo. 3. ed. Curitiba: Juruá, 2002.

CRUZ, Paulo Márcio; BODNAR, Zenildo. Participação especial Gabriel Real Ferrer. Globalização, transnacionalidade e sustentabilidade. Itajaí: UNIVALI, 2012.

DERANI, Cristiane. Direito Ambiental Econômico. Saraiva, São Paulo, 2009.

DESCARTES, René. Discurso do Método. 2. ed. Tradução de Maria Ermantina Galvão. Rio de Janeiro: Ediouro, 1996.

FENSTERSEIFER, Tiago. Direitos fundamentais e proteção ambiental – A dimensão ecológica da dignidade humana no marco jurídico-constitucional do Estado Socioambiental de Direito. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2008.

FREITAS, Juarez. Sustentabilidade - Direito ao Futuro. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

GOMEZ-HERAS, José Maria Garcia. Ética del Medio Ambiente: problema, perspectiva, historia. Madrid: Editorial Tecnos S.A., 1997.

LATOUCHE, Serge. Pequeno tratado do decrescimento sereno. Tradução de Claudia Berliner. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

LIEBL, Helena; DEMARCHI, Clovis. A Efetividade Da Dignidade Da Pessoa Humana Através Dos Direitos Sociais. Revista da ESMESC, v 25, n. 31, p. 85-106. 2018. Disponível em: https://revista.esmesc.org.br/re/article/view/185.

MENEZES NETO, Elias Jacob de; MORAIS, José Luís Bolzan de. Análises computacionais preditivas como um novo biopoder: modificações do tempo na sociedade dos sensores. Revista Novos Estudos Jurídicos – eletrônica, Vol. 24, n. 3, p. 1129 a 1154, set-dez. 2018.

NALLINI, José Renato. Ética geral e profissional. 2. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1999.

OLIVEIRA NETO, Franscisco J. Rodrigues de. DEMARCHI, Clovis; ABREU, Pedro Manoel. (orgs), Direito, Estado e Sustentabilidade. Livro Eletrônico. São Paulo: Intelecto Editora, 2016.

PASOLD, Cesar Luiz. Metodologia da Pesquisa Jurídica: Teoria e Prática. 13. ed. Florianópolis: Conceito Editorial, 2015.

PIFFER, Carla; CRUZ, Paulo Márcio. Manifestações do direito transnacional e da transnacionalidade. In: PIFFER, Carla; BALDAN, Guilherme Reibeito; CRUZ, Paulo Márcio (Orgs.) Transnacionalidade e sustentabilidade: dificuldades e possibilidades em um mundo em transformação. Porto Velho: Emeron, 2018.

REDAÇÃO PENSAMENTO VERDE. A importância do conceito de ética ambiental. Pensamento Verde. São Paulo, 25/04/2014. Disponível em: https://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/importancia-conceito-de-etica-ambiental/. Acesso em: 23/09/2019.

SILVA, De Plácido e. Vocabulário Jurídico. 19 ed. Rio de Janeiro: Forense, 2002.

SOUZA, Cristiane Aquino de. A desigualdade de gênero no pensamento de Rousseau. Revista Novos Estudos Jurídicos – Eletrônica, Vol. 20, nº 1, jan-abr 2015, p. 146-170. Disponível em www.univali.br/periodicos.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Anais de Constitucionalismo, Transnacionalidade e Sustentabilidade