ANÁLISE DE ÁCIDO DOMÓICO EM MOLUSCOS CULTIVADOS NO LITORAL DE SANTA CATARINA

L. A. PROENÇA, G. F. OLIVEIRA, G. F. OLIVEIRA

Resumo


O ácido domóico é uma neurotoxina produzida por algumas diatomáceas do plâncton marinho. Durante o processo de filtração, no qual moluscos bivalves retiram seu alimento da água, algas e outras partículas orgânicas, o ácido domóico pode ser acumulado em seus tecidos, caso algas tóxicas estejam presentes na água. Conforme os níveis de acumulação de toxinas, os moluscos podem assim se tornarem impróprios para o consumo humano. Este trabalho relata a implantação do método de análise de ácido domóico por cromatografia líquida de alta eficiência, com detecção por varredura com foto-diodo (HPLC-DAD) e os primeiros resultados da análise de amostras de moluscos cultivados. Foram tomadas 30 amostras entre os dias 31 de agosto de 1998 e 26 de fevereiro de 1999 em diferentes áreas da cultivo de moluscos no litoral norte do estado de Santa Catarina. Embora os organismos potencialmente produtores de ácido domóico, algas do gênero Pseudo-nitszchia ocorram em abundância na coluna de água, até o momento a toxina não foi detectada em moluscos cultivados na região.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/bjast.v3n1.p27-32

(eISSN: 1983-9057, ISSN: 1808-7035)