A EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ÁREAS COSTEIRAS: O USO DA WEB COMO FERRAMENTA NA FORMAÇÃO DO OCEANÓGRAFO

A. F. GUERRA

Resumo


Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) elevaram a Educação Ambiental (EA), no ensino Fundamental e Médio, à condição de tema transversal. No entanto, por lacunas em sua formação profissional ou por falta de oportunidades de atualização, tanto profissionais como futuros professores, muitas vezes não conseguem utilizar os conhecimentos específicos sobre os ambientes costeiros como conteúdos de ensino e/ou práticas para a Educação Ambiental, seja ela formal ou informal. Isto se dá por falta de um maior aprofundamento filosófico e epistemológico sobre os fundamentos e práticas em EA. Assim, convém questionar de que formas o futuro oceanógrafo pode incorporar à sua formação técnico-científica a educação ambiental que vem sendo integrada à Educação como um todo através da transversalidade do currículo, nos três graus de ensino. Este trabalho procura discutir as possibilidades de integração entre a EA em áreas costeiras e as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), na formação do oceanógrafo, uma vez que a interação entre tecnologias como a Internet e a educação só têm sentido se utilizadas, ao mesmo tempo, como ferramentas pedagógicas para disseminação do saber e como objetos de estudo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/bjast.v4n1.p121-134

(eISSN: 1983-9057, ISSN: 1808-7035)