CLOROFILA a DO FITOPLÂNCTON EM SEIS ENSEADAS UTILIZADAS PARA O CULTIVO DE MOLUSCOS BIVALVES NO LITORAL DE SANTA CATARINA

L. A. PROENÇA

Resumo


A biomassa do fitoplâncton em seis enseadas do litoral catarinense utilizadas para o cultivo de moluscos marinhos foi avaliada por meio da clorofila a com a utilização da técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) ao longo de um ano. Os valores médios de Cla a foram relativamente baixos, variando entre 1,63 e 3,36 µg.l-1, com o máximo de 10,57 µg.l-1, observado na Praia Alegre, no município de Penha. O resultados indicam um grau geral de trofia moderado e similar para as enseadas estudadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/bjast.v6n1.p33-44

(eISSN: 1983-9057, ISSN: 1808-7035)