AVALIAÇÃO DO REPLANTIO DA VEGETAÇÃO DO MANGUEZAL NO SACO DA FAZENDA, ITAJAÍ(SC)

M. M. TOGNELLA-DE-ROSA, D. O. LUGLI, R. G. OLIVEIRA, B. H. SCHALLENBERG, J. F. WILLRICH

Resumo


O presente estudo compreende as atividades de marcação e monitoramento do processo de replantio da vegetação do manguezal que coloniza a orla do Saco da Fazenda, Itajaí (SC), correspondendo às etapas desenvolvidas no período de março a dezembro de 2001. A metodologia consistiu na marcação das árvores e na observação do diâmetro basal e altura de cada indivíduo, bem como no estado geral do caule, folhas e raízes. Nesse período de estudo foram etiquetados 350 indivíduos. As alturas máximas observadas raramente ultrapassam 3,5 m e os maiores diâmetros encontram-se na faixa de 4,0 a 4,5 cm. O maior índice de mortos ocorreu no intervalo de altura superior a 1,0 m e com diâmetros entre 1,0 a 2,0 cm. Indivíduos com altura superior a 3,0 m apresentaram 100% de mortalidade. Indivíduos com maior altura que permaneceram vivos, encontrava- se nas porções mais internas do bosque transplantado, pois nessa área é menor o estresse mecânico provocado pela inundação de maré.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/bjast.v8n1.p39-43

(eISSN: 1983-9057, ISSN: 1808-7035)