Uso do fluxo de caixa e sua relação com as dificuldades de permanecer no mercado de pet shops.

Suzete Antonieta Lizote, Miguel Angel Verdinelli, Izabela Floriani, Izabela Maria Azevedo, Ketlin Giliane Schluter Tavares, Sueli Hermes

Resumo


O uso do fluxo de caixa permite avaliar se a entidade é autossuficiente no financiamento do seu giro, bem como prever sua capacidade de crescimento com recursos próprios. Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre o uso do fluxo de caixa com a percepção das dificuldades de permanecer no mercado de pet shops de Itajaí e Balneário Camboriú/SC. Metodologicamente, considera-se uma pesquisa quantitativa, descritiva e do tipo levantamento. A população foi composta por 44 empresas do referido ramo, resultando em uma amostra de 26 respondentes. O instrumento de coleta foi composto por 18 questões fechadas, divididas em três categorias: perfil das empresas e dos respondentes, uso do fluxo de caixa e dificuldades de permanência no mercado. Os resultados apontaram que, das dificuldades de permanência no mercado, destacaram-se a falta de capital de giro e o planejamento tributário. A correlação possibilitou perceber a conexão entre o uso efetivo do fluxo de caixa e uma maior expressividade no fator inadimplência como dificuldade de mercado, além de a falta de capital de giro estar relacionada aos problemas de pagamento a fornecedores.
Palavras-chave: Fluxo de Caixa. Mercado. Pet Shop.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.