A Internacionalização de Franquias Brasileiras: uma análise bibliométrica.

Dinorá Eliete Floriani, Larissa Merizio

Resumo


Estima-se que 5% das marcas de origem brasileira que atuam no setor de franquia no Brasil estão presentes no exterior. Deste modo, os estudos sobre o movimento de internacionalização das franquias brasileiras também vêm crescendo gradativamente, ainda que considerados carentes no meio acadêmico. Este trabalho foi elaborado por meio das abordagens quantitativa e qualitativa, com fins descritivos e aplicação da técnica bibliométrica. Teve como objetivo geral verificar o perfil dos estudos publicados sobre Internacionalização de Franquias Brasileiras provenientes das bases de dados da Anpad e Spell no período de 2000 a 2015. Com uma amostra final de 14 artigos, a análise bibliométrica revelou que a maior parte dos artigos foi publicada no ano de 2014; Felipe Mendes Borini e Pedro Lucas de Resende Melo foram os autores que mais publicaram artigos sobre o tema; a instituição de ensino responsável pela maior parte das publicações foi a Universidade de São Paulo - USP; a abordagem predominante foi a qualitativa; estudo de casos múltiplos foi o tipo de pesquisa mais utilizado; a rede Bob’s foi a empresa mais estudada; Portugal e Angola foram os principais destinos das franquias brasileiras identificados; a maioria das franquias brasileiras se internacionalizou devido a oportunidades vindas de agentes externos e, por fim, distância cultural foi considerada a principal barreira enfrentada na internacionalização das franquias brasileiras.
Palavras-chave: Internacionalização. Franquias brasileiras. Bibliometria.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.