A Importância da Inteligência Emocional nas Organizações

Luciane Gobbo Brandão, Karla Strychalski Câmara

Resumo


A presente pesquisa de natureza teórica empírica tem como foco abordar o tema contemplado na questão da inteligência emocional, a capacidade do indivíduo perceber os sentimentos e a partir desta percepção saber lidar com as emoções, essencialmente no ambiente organizacional, conquistando um equilíbrio em que existem ações humanas que incluem autoconhecimento, controle emocional, capacidade de automotivação, empatia e sociabilidade que demonstram sua eficácia tanto na vida pessoal quanto na profissional. Para realização da presente pesquisa foi elaborado um questionário com o objetivo de avaliar todas as questões emocionais dentro de um contexto organizacional, mostrando de uma forma simples como conseguir desenvolver todas habilidades e como saber aplicar de uma forma fácil em um cenário extremamente competitivo. O mesmo foi aplicado em colaboradores de uma empresa do ramo Portuário localizada na cidade de Navegantes. Participaram da pesquisa 15 colaboradores no período de agosto de 2015. Como resultados da pesquisa destacam-se o controle emocional e automotivação, mesmo diante de estresse, frustações e desilusões ao meio ambiente organizacional.
Palavras-chave: Inteligência Emocional. Ambiente Organizacional. Controle Emocional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.