Custos no Agronegócio: um estudo sobre a rentabilidade da alface.

Suzete Antonieta Lizote, Felipe Mellies, Flávio José Hansen da Silva, Henrique Aguiar Felício, Tiago Mateus Winter

Resumo


No Brasil, o setor agroalimentar é responsável por movimentar anualmente a quantia aproximada de R$ 300 bilhões. Entre as culturas exploradas por este setor, destaca-se a alface crespa, que supera 1,5 milhão de tonelada ao ano. Para competir no contexto ambiental presente, continua a ser determinante um gerenciamento eficiente dos custos. Diante deste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar a rentabilidade da alface produzida pelo método convencional e hidropônico. No referencial teórico, discorreu-se sobre gestão de custos e formação do preço de venda. Metodologicamente, quanto ao seu objetivo, classifica-se como descritiva e em relação à abordagem do problema, foi quantitativa. No que tange aos procedimentos, pode ser classificada como uma pesquisa de campo, sendo conduzido um levantamento com auxílio de questionário semiestruturado. As entrevistas foram realizadas diretamente com dois produtores de alface, sendo um no método convencional e outro no hidropônico. Salienta-se que as duas são empresas familiares. Os resultados demonstraram que o ramo convencional de produção de alface proporciona a maior margem de contribuição.
Palavras-chave: Agronegócio. Preço de venda. Rentabilidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.