Percepção dos Auditores Independentes e Internos Sobre as Seções 302 e 404 da Lei Sarbanes-Oxley

Suzete Antonieta Lizote, Caroline Patricia Machado, Isadora Bepler Bittencourt, Rodrigo Bomvecchio, Tatiane Estela da Silva

Resumo


A lei Sarbanes-Oxley (SOX) é considerada uma das mais rigorosas regulamentações a tratar de controles internos, elaboração de relatórios financeiros e divulgações já impostas às companhias norte-americanas e às que negociam ações nas bolsas de valores dos Estados Unidos. Diante deste contexto, este trabalho teve como objetivo identificar a percepção dos auditores internos e independentes em relação à aplicabilidade das seções 302 e 404 da SOX, referentes aos controles internos. O trabalho caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, de natureza aplicada e abordagem quantitativa. Quanto aos procedimentos, classifica-se como pesquisa de campo, sendo conduzida uma survey com questionário. A análise de dados possibilitou descrever a amostra e aplicar a análise de variância para comparar o grau de eficácia média entre os grupos reconhecidos entre os respondentes. Os resultados permitem afirmar que a maior parte das medidas adotadas nas seções 302 e 404 possuem grande eficácia na percepção dos respondentes. Contudo houve diferenças segundo o cargo que ocupa o auditor. Os gerentes de auditores, o cargo de maior hierarquia, foram os que pontuaram com menor valor as questões da
seção 302, assim como para as duas em conjunto. Outra diferença relaciona-se com a
idade, com os mais jovens pontuando com médias maiores.
Palavras-chave: Lei Sarbanes-Oxley. Auditoria. Controles Internos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.