ECOLOGICAL FOOTPRINT METHOD – EFM: estudo dos indicadores da pegada ambiental do Eduardo Hotel de Foz do Iguaçu – PR

Eduardo Neto Hack, Jhennifer dos Santos Nunes, Thaiana Lima de Oliveira

Resumo


Um número crescente de estudos busca avaliar impactos ambientais das indústrias e cidades. Todavia, ainda são raros os levantamentos que o setor turístico confere à pegada ambiental. Frente esta lacuna, objetiva-se especificamente com este estudo identificar EFM dos itens eletricidade, mobilidade, água, resíduos e uso do solo (desencadeadores) dos doze meses do ano 2013 de um hotel e verificar o Holiday EFM dos possíveis turistas do meio de hospedagem. O método delineado assume técnicas de pesquisa quantitativa com bases exploratórias. Os instrumentos utilizados foram documentos, planilhas virtuais e formulários de questões aplicados à demanda potencial da empresa, nos dois principais atrativos turísticos da cidade (Cataratas do Iguaçu e Itaipu Binacional). Os resultados demonstram que o consumo de água teve maior relevância em relação aos outros desencadeadores. Ainda que a compensação pode, de forma simples, seguir dicas de selos e cartilhas ambientais vigentes.

Palavras-chave


Ecological Footprint Method. Holiday EFM. Indicadores.



DOI: http://dx.doi.org/10.14210/at.v2n1.p176-200

Direitos autorais 2017 Eduardo Neto Hack, Jhennifer dos Santos Nunes, Thaiana Lima de Oliveira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-3524

Qualis/CAPES: Classificação B5

Indexadores/Diretórios:

                                   

      

O site do Applied Tourism, assim como seu conteúdo, encontra-se sob a licença: