ANÁLISE DA METODOLOGIA DE COLETA DE DADOS ESTATÍSTICOS DE VISITAÇÃO NO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU – CASO PASSE COMUNIDADE

Ana Cristina Rempel de Olivera, Claudio Alexandre de Souza

Resumo


O artigo teve como objetivo analisar a metodologia utilizada para coletar dados estatísticos de visitação da comunidade em um atrativo natural, o estudo foi desenvolvido através de cinco etapas, que consistiram em revisão teórica e documental, obtenção da autorização necessária para a coleta de dados, elaboração do instrumento de coleta de dados, seleção da amostra, e a análise dos dados. O procedimento realizado no Parque Nacional do Iguaçu foi selecionado como amostra, posteriormente o mesmo foi analisado de acordo com a revisão bibliográfica acerca da importância da realização de pesquisas, e as metodologias e variáveis aplicadas ao turismo, que foram comparadas ao método utilizado no atrativo, concluindo que parte das metodologias e variáveis utilizadas em turismo pode ser aplicável aos atrativos turísticos.

Palavras-chave: Metodologia; Estatística; Atrativo Natural; Comunidade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/at.v1n1.p61-82

Direitos autorais 2016 Ana Cristina Rempel de Olivera, Claudio Alexandre de Souza

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-3524

Qualis/CAPES: Classificação B5

Indexadores/Diretórios:

                                   

      

O site do Applied Tourism, assim como seu conteúdo, encontra-se sob a licença:

 

 Contato: