A AMBIÇÃO DO OURIÇO: UM ENSAIO SOBRE A VERSÃO FINAL DA FILOSOFIA DO DIREITO DE RONALD DWORKIN

Cláudio Ari Mello, Francisco José Borges Motta

Resumo


Com o presente ensaio, os autores visam a apresentar a estrutura básica do sistema filosófico exposto pelo jusfilósofo norte-americano Ronald Dworkin, ao longo de sua última grande obra, Justice for Hedgehogs, de 2011. O argumento desenvolvido por Dworkin, no citado livro, é composto por três elementos básicos: (i) a tese da independência do valor; (ii) a tese da unidade do valor; (iii) a tese da responsabilidade moral. O texto pretende apresentar estas teses centrais, contextualizando-as com os escritos anteriores de Dworkin, procurando fornecer, ao leitor, uma visão de conjunto do todo de seu trabalho. Com isso, busca-se iluminar aquilo que se pode chamar de versão final da sua célebre teoria do Direito como integridade.

 


Palavras-chave


Filosofia do direito. Independência do valor. Unidade do valor. Responsabilidade moral. Direito como integridade.

Texto completo:

PDF

Referências


BELIN, Isaiah. O Ouriço e a Raposa. In: Ensaios sobre a Humanidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

_______. The Hedgehog and the Fox: an essay on Tolstoi´s view of history. Elephant Paperbacks, Chicago, 1993.

_______. Two Concepts of Liberty. In: BERLIN, Isaiah. Liberty. Oxford: Oxford University Press, 2009.

BLACKBURN, Simon. Essays in Quase-Realism. Oxford: Oxford University Press, 1993.

_______. Spreading the Word. Oxford: Oxford University Press, 1984.

DWORKIN, Ronald. A Justiça de Toga. São Paulo: editora WMF Martins Fontes, 2010.

_______. A Virtude Soberana: A Teoria e a Prática da Igualdade. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

_______. Justice for Hedgehogs. Cambridge, Massachusetts, London: The Belknap Press of Harvard University Press, 2011.

_______. Law’s Empire. Cambridge, USA: Belknapp, 1986. _______. Levando os Direitos a Sério. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

_______. O Direito da Liberdade: A Leitura Moral da Constituição Norte-Americana. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

_______. O Império do Direito. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

_______. Objectivity and Truth: you´d better believe it, texto de 1996. Disponível em: http://cas.uchicago.edu/workshops/wittgenstein/files/2007/11/dworkin-objectivity-and-truth.pdf. Acesso em 15.03.2017.

_______. Taking Rights Seriously. Cambridge, USA: Belknapp, 1977.

_______. Uma Questão de Princípio. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FERREIRA NETO, Arthur Maria. Metaética e a Fundamentação do Direito. Porto Alegre: Elegantia Juris, 2015.

FINNIS, John. Lei Natural e Direitos Naturais. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2006.

FISCHER, Andrew. Metaethics: An Introduction. London: Routledge, 2014.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método I: Traços Fundamentais de Uma Hermenêutica Filosófica. 6. ed. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2004.

HART, H.L.A. Essays in Jurisprudence and Philosophy. Oxford: Clarendon Press, 2001.

_______. O Conceito de Direito. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

HUME, David. Treatise of Human Nature. Oxford: Oxford University Press, 2000.

JOYCE, Richard. Essays in Moral Skepticism. Oxford: Oxford University Press, 2016.

MACEDO JR., Ronaldo Porto. Apresentação. In: GUEST, Stephen. Ronald Dworkin. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

_______. Do Xadrez à Cortesia: Dworkin e a Teoria do Direito Contemporânea. São Paulo: Saraiva, 2013.

MACKIE, John. Ethics: Inventing Right and Wrong. New York: Penguin, 1977.

MELLO, Cláudio Ari Pinheiro de. Verdade Moral e Método Jurídico na Teoria Constitucional de Ronald Dworkin. In: Alfredo Carlos Storck; Wladimir Barreto Lisboa. (Org.). Normatividade & argumentação: ensaios de filosofia política e do direito. 1. ed.Porto Alegre: Linus Editores, 2013, p. 285-366.

MILLER, Alexander. An Introduction to Contemporary Metaethics. Cambridge, UK: Polity Press, 2003.

MORAIS, Fausto Santos de. Ponderação e arbitrariedade: a inadequada recepção de Alexy pelo STF. Salvador: Juspodivm, 2016.

MOTTA, Francisco José Borges. Ronald Dworkin e a Decisão Jurídica. Salvador: Juspodivm, 2017.

ROOJEN, Mark van. Metaethics: A Contemporary Introduction. London: Routledge, 2015.

SHAFFER-LANDAU, Russ. Truth and Metaethics: The Possibility of Metaethics, Boston University Law Review, vol. 90, n. 2 (abril 2010), p. 479-496.

_______ (editor). Oxford Studies in Metaethics. Oxford: OUP, 2016.

SCHROEDER, Mark. Non-cognitivsm in Ethics. London: Routledge, 2010.

SMITH, Michael. Dworkin on External Skepcism, Boston University Law Review, vol. 90, n. 2 (abril 2010), p. 509-520.

STRECK, Lenio Luiz. Verdade e Consenso: Constituição, Hermenêutica e Teorias Discursivas. 4ª ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

TIMMONS, Mark. Moral Theory: An Introduction. Maryland: Rowman and Littlefield Publishers, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.14210/nej.v22n2.p723-753