FUNÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA EMPRESA: FUNDAMENTOS, CONCEITO E APLICAÇÃO

Augusto Antônio Fontanive Leal, Carlos Alberto Molinaro

Resumo


O presente artigo tem por objetivo dissertar sobre os fundamentos, o conceito e a aplicação da função socioambiental da empresa. Para isso, o estudo foi dividido em duas partes: a) demonstração de alguns preceitos originários da função social do direito privado, percorrendo sua consolidação no plano jurídico e terminando por descrever a função social da empresa; b) identificação do marco jurídico normativo da proteção ambiental como conformador do Estado Socioambiental de Direito, propiciando a identificação dos pressupostos da funcionalização socioambiental da propriedade, sobretudo quando direcionada às empresas. A pesquisa será qualitativa, desenvolvida pelo método hermenêutico e contará com uso de material bibliográfico e documental. Conclui-se que é possível extrair, com base em estudos da doutrina, de decisões de tribunais superiores e das normas jurídicas, a matéria basilar concernente à função socioambiental da empresa.


Palavras-chave


Função socioambiental da empresa; Ordem econômica; Direito fundamental ao ambiente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXY, Robert. Teoria dos direitos fundamentais. Tradução de Virgílio Afonso da Silva. 2. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2011.

BENJAMIN, Antônio Herman. Direito constitucional ambiental brasileiro. In: CANOTILHO, José Joaquim Gomes; LEITE, José Rubens Morato. Direito constitucional ambiental brasileiro. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2015.

BOYD, David. The environmental rights revolution: a global study of constitutions, human rights, and the environment. Vancouver: UBC Press, 2012.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei 6960/2002. Disponível em: . Acesso em: 17 de agosto de 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei 1572/2011. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União. Poder Legislativo, Brasília, DF, 05 out 1988, p. 1.

BRASIL. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Diário Oficial. Poder Executivo, Brasília, DF, 17 dez. 1976, p. 1.

BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Congresso Nacional, Brasília, DF, 11 jan. 2002, p. 1.

BRASIL. Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis nos 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de 1996, e 11.428, de 22 de dezembro de 2006; revoga as Leis nos 4.771, de 15 de setembro de 1965, e 7.754, de 14 de abril de 1989, e a Medida Provisória no 2.166-67, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Congresso Nacional, Brasília, DF, 28 maio 2012, p. 1.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. AgRg no Agravo de Instrumento nº 1.022.464 - SP. Agravante: Cipatex Impregnadora de Papéis e Tecidos LTDA. Agravado: Calçados E G M LTDA – Microempresa. Relator: Ministro Aldir Passarinho Júnior.Brasília, 02 de junho de 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2018.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Recurso Especial nº 363.206 – MG. Recorrente: Fazenda Pública do Estado de Minas Gerais. Recorrido: Royal Minas Distribuidora LTDA. Relator: Ministro Humberto Martins. Brasília, 04 de maio de 2010. Disponível em: https://ww2.stj.jus.br/processo/revista/documento/mediado/?componente=ATC&sequencial=9876145&num_registro=200101482710&data=20100521&tipo=5&formato=PDF. Acesso em: 20 ago. 2018.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Tutela provisória 1254/SC. Requerente: CIACOI – Administração de Imóveis LTDA.Requerido: Associação de proprietários e moradores de Jurerê Internacional – AJIN e outros. Ministro Humberto Martins.Brasília, 20 de janeiro de 2018. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Ação Direta de Inconstitucionalidade 1950 – SP. Requerente: Confederação Nacional do Comércio - CNC. Requerido: Governador do Estado de São Paulo. Requerida: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Relator: Ministro Eros Grau. Brasília, 03 de novembro de 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 101 – DF. Requerente:Presidente da República. Relatora: Ministra Cármen Lúcia. Brasília, 24 de junho de 2009. Disponível em: . Acesso em: 28 ago. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Mandado de Segurança 22164/SP. Impetrante: Antônio de Andrade Ribeiro Junqueira. Impetrado: Presidente da República. Relator: Ministro Celso de Mello. Brasília, 30 de outubro de 1995. Disponível em: . Acesso em: 21 ago. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Recurso Extraordinário 134297/SP. Recorrente: Estado de São Paulo. Recorridos: Paulo Ferreira Ramos e cônjuge. Relator: Ministro Celso de Mello. Brasília, 13 de junho de 1995. Disponível em: . Acesso em: 21 ago. 2018.

BRASIL. Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Apelação Cível 5026468-07.2014.4.04.7200. Apelante: Ministério Público Federal e outros. Apelados: Ministério Público Federal e outros. Relatora: Desembargadora Federal Vânia Hack de Almeida. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2018.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes; MOREIRA, Vital. Constituição da República Portuguesa anotada, volume 1. São Paulo; Coimbra: Editora Revista dos Tribunais; Coimbra Editora, 2007, p. 847.

COMPARATO, Fabio Konder. Estado, Empresa e Função Social. Revista dos Tribunais, v. 732, p. 38-46, out. 1996, p. 6. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2018.

COMPARATO, Fábio Konder. Função social da propriedade dos bens de produção. In: Comparato, Fábio Konder. Direito empresarial: estudos e pareceres. São Paulo: Saraiva, 1990.

COMTE, Auguste. A general view of positivism. Translated by J. H. Bridges. Cambridge: Cambridge University Press, 2009.

COMTE, Auguste. The Positive Philosophy of Auguste Comte. Translated and condensed by Harriet Martineau. Kitchener: Batoche Books, 2000.

CRETELLA NETO, José. Nova lei de falências e recuperação de empresas: lei nº 11.101, de 09.02.2005. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

DERANI, Cristiane. Direito ambiental econômico. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2008.

DUGUIT, Léon. Traité de Droit Constitutionnel. 2. ed. Tome Troisiéme. Paris: E. de Boccard, 1923.

FACCHINI NETO, Eugênio. A função social do direito privado. TIMM, Luciano Benetti; MACHADO, Rafael Bicca. Função Social do Direito. São Paulo: Quartier Latin, 2009.

FACCHINI NETO, Eugênio; ANDRADE, Fábio Siebeneichler de. A funcionalização do direito: a empresa e sua função social.In: STEINDORFER, Fabriccio; MIZUTA, Alessandra. Limitações constitucionais ao exercício da atividade econômica. Curitiba: Juruá, 2016.

FAZZIO JÚNIOR, Waldo. Nova lei de falência e recuperação de empresas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

FENSTERSEIFER, Tiago. Direitos fundamentais e proteção do ambiente: a dimensão ecológica da dignidade humana no marco jurídico constitucional do estado socioambiental de direito. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2008.

FIORINO, Daniel J. The new environmental regulation. Cambridge: The MIT Press, 2006.

FRAZÃO, Ana. Função social da empresa: repercussões sobre a responsabilidade civil de controlares e administradores de S/As. Rio de Janeiro: Renovar, 2011.

GAVIÃO FILHO, Anizio Pires. Direito fundamental ao ambiente. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2005.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988: interpretação e crítica. 18. ed. São Paulo: Malheiros, 2017.

GRAU, Eros Roberto. Lucratividade e função social das empresas sob controle do Estado. Revista de Direito Mercantil, Industrial, Econômico e Financeiro, v. XXIII, n. 55, p. 35-59, jul./set. 1984.

HESSE, Konrad. A força normativa da Constituição. Tradução de Gilmar Mendes. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 1991.

HUMBERT, Georges Louis Hage. Direito urbanístico e função socioambiental da propriedade imóvel urbana. Belo Horizonte: Fórum, 2009.

KRELL, Andreas J. A relação entre a proteção ambiental e função social da propriedade nos sistemas jurídicos brasileiro e alemão. In: SARLET, Ingo Wolfgang. Estado socioambiental e direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2010.

LUCAS, J. de. La polémica sobre los deberes de solidaridad: el ejemplo del deber de defensa y su posible concreción en un servicio civil. Revista del Centro de Estudios Constitucionales, v. 19, p. 9-88, 1994.

LUPION, Ricardo. Proteção ao meio ambiente e desenvolvimento sustentável. Direitos Fundamentais e Justiça, v.2, n. 3, p. 139-166, abr./jun. 2008.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. 43. ed. São Paulo: Malheiros, 2018.

MILARÉ, Édis. Direito do ambiente. 9. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2014.

MOURA, M. A. Função social do contrato. Revista dos Tribunais, v. 630, p. 247-249, abr. 1988.

NABAIS, José Casalta. O dever fundamental de pagar impostos. Coimbra: Livraria Almedina, 1998.

PÉREZ LUÑO, Antonio Enrique. Derechos Humanos, Estado de Derecho y Constitucion. 5. ed. Madrid: Tecnos, 1995.

PONTES DE MIRANDA. Comentários à Constituição de 1967: com a emenda n. 1, de 1969. Tomo V (arts. 153, §2º, - 159). 2. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1971.

RENNER, Karl. The institutions of private law and their social functions. Translated Agnes Schwarzschild. London: Routledge & Kegan Paul Limited, 1949.

SARAIVA, Carolina Zenha. A ordem econômica constitucional e os limites à atuação dos órgãos de administração da sociedade anônima. 2013. 141 f. Dissertação (Mestrado em Fundamentos Constitucionais do Direito Público e do Direito Privado) – Faculdade de Direito, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, 2013.

SARLET, Ingo Wolfgang; FENSTERSEIFER, Tiago. Direito Constitucional Ambiental: constituição, direitos fundamentais e proteção do ambiente. 3. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2013.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais: uma teoria geral dos direitos fundamentais na perspectivaconstitucional. 11. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2012.

SARLET, Ingo Wolfgang. Teoria geral dos direitos fundamentais. In: SARLET, Ingo Wolfgang; MARINONI, Luiz Guilherme;

MITIDIERO, Daniel. Curso de direito constitucional. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

SARLET, Ingo Wolfgang; FENSTERSEIFER, Tiago. Direito Constitucional Ambiental: constituição, direitos fundamentais e proteção do ambiente. 3. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2013.

SCALZILLI, João Pedro; SPINELLI, Luis Felipe; TELLECHEA, Rodrigo. Recuperação de empresas e falência: teoria e prática na Lei 11.101/2005. São Paulo: Almedina, 2016.

TOMASEVICIUS FILHO, E. A função social da empresa. Revista dos Tribunais, v. 810, p. 33-50, abr. 2003. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2018.

TIMM, Luciano Benetti. As origens do contrato no novo Código Civil: uma introdução à função social, ao welfarismo e ao solidarismo contratual. Revista dos Tribunais, v. 844, p. 85-95, fev. 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2018.

TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. Tratado de Direito Internacional dos Direitos Humanos. 3 v. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 2003.

VERFASSUNG des Deutschen Reichs. Bonn, 11 August 1919. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2018.




DOI: https://doi.org/10.14210/nej.v25n1.p141-164

A NEJ está indexada nas seguintes bases de dados, que cooperam na divulgação do material: CAPES periódicos; LATINDEX; Base de dados da Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional - RVBI; IBICT; CrossRef - Digital Object Identifier Registration Agency of the International DOI Foundation; vLex; Google Acadêmico e REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico).