EM DEFESA DA VIDA: UM OLHAR INTEGRANDO HANNAH ARENDT, ECOLOGIA INTEGRAL E CULTURA BÍBLICO-HEBRAICA

Noli Bernardo Hahn, Jacson Roberto Cervi, Taciana Damo Cervi

Resumo


A questão problematizadora ao tema central do artigo se delimita nesta pergunta: Qual é o núcleo temático pelo qual se relaciona a cultura bíblico-hebraica, Hannah Arendt e Ecologia Integral, tendo a defesa da vida como o horizonte dessa relação? Como resposta, foca-se na diversidade e na pluralidade como núcleos temáticos para estabelecer esta relação. Centra-se na interação, na interdependência e na inter-relação do diverso e do plural como determinantes para a defesa da vida em sua dimensão e sentido lato (amplo) e stricto (restrito), ao mesmo tempo. Aponta-se Ecologia Integral como um conceito e uma categoria de compreensão que emerge num novo paradigma científico, em que não se compreende apenas pela analysis, que pressupõe separação, disjunção e o controle do conhecido, para poder explicar o que se conhece pela disjunção, mas se pressupõe relações que não se disjuntam. Este paradigma projeta desafios ao Direito.

Palavras-chave


Ecologia integral; Cultura bíblico-hebraica; Defesa da vida; Direito; Hannah Arendt.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo: Antissemitismo, imperialismo, totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. Traduzido por José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

ARENDT, Hannah. Da violência. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

ARENDT, Hannah. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BOFF, Leonardo. A encíclica do Papa Francisco não é “verde”, é integral. In: MURAD, Afonso; TAVARES, Sinivaldo Silva (org.). Cuidar da casa comum. São Paulo: Paulinas, 2017.

BRIGHENTI, Agenor. A evolução do conceito de ecologia no Ensino Social da Igreja. Da Rerum Novarum à Laudato Si’. In: MURAD, Afonso; TAVARES, Sinivaldo Silva (org.). Cuidar da casa comum. São Paulo: Paulinas, 2017.

DERRIDA, Jacques. Torres de Babel. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

DERRIDA, Jacques. A farmácia de Platão. 3. ed. São Paulo: Iluminuras, 2005.

CERVI, Jacson Roberto; HAHN, Noli Bernardo. A terra pede paz – a emergência do paradigma do cuidado e a superação do paradigma da conquista. In: Revista Internacional de Direito Ambiental. Caxias do Sul: Plenum, n. 15, p.95-116, set/dez. 2016.

CERVI, Jacson Roberto; HAHN, Noli Bernardo. O Cuidado e a Ecologia Integral. In: Direitos Culturais, Santo Ângelo, v.12, n.27, p. 149-172, maio/ago. 2017.

JONAS, Hans. O Princípio Responsabilidade: ensaio de uma ética para uma civilização tecnológica. Rio de Janeiro: PUC Rio, 2006.

HEIDEGGER, Martin. Serenidade, 1955. Disponível em: www.consciencia.org/heideggerisabel.shtml Acesso em 20.ago.2018.

MAÇANEIRO, Marcial. A ecologia como parâmetro para a ética, a política e a economia. In: MURAD, Afonso; TAVARES, Sinivaldo Silva (org.). Cuidar da casa comum. São Paulo: Paulinas,

MORIN, Edgar,. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 16. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009.

MORIN, Edgar; ALEXANDRE, Maria D.; DÓRIA, Maria Alice Sampaio. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

MORIN, Edgar. O desafio do século XXI: religar os conhecimentos. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

MORIN, Edgar,; PENA-VEGA, Alfredo. O pensar complexo: Edgar Morin e a crise da modernidade. 2. ed. Rio de Janeiro: Garamond, 1999.

OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro de. A difícil integração humana na comunidade de vida da Terra. In: MURAD, Afonso; TAVARES, Sinivaldo Silva (org.). Cuidar da casa comum. São Paulo: Paulinas, p.90-102.

PAPA Francisco. Carta Encíclica Laudato Si`. Sobre o cuidado da casa Comum. Roma: Tipografia Vaticana, 2015.

SUSIN, Luiz Carlos. Conversão ecológica: “conversão da conversão”. In: MURAD, Afonso; TAVARES, Sinivaldo Silva (org.). Cuidar da casa comum. São Paulo: Paulinas, p. 40-51.

TOURAINE, Alain. O mundo das mulheres. Petrópolis: Vozes, 2007.

TOURAINE, Alain. A busca de si. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Ltda, 2004.

VATTIMO, Gianni. Adeus à verdade. Petrópolis: Vozes, 2009.

VATTIMO, Gianni; GIRARD, René. Cristianismo e Relativismo: Verdade ou fé frágil? Aparecida: Santuário, 2006.

WOLFF, Hans Walter. Antropologia do Antigo Testamento. São Paulo: Hagnos, 1973.




DOI: https://doi.org/10.14210/nej.v25n2.p417-430

eISSN: 2175-0491

Este portal é licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.