DEMOCRACIA E LEGITIMAÇÃO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA POLÍTICA PROCEDIMENTALISTA DE JÜRGEN HABERMAS

Luiz Henrique Urquhart Cademartori, Grazielly Alessandra Baggenstoss

Resumo


Jürgen Habermas, como expoente da segunda geração da Escola de Frankfurt, propôs-se a explicar asinterações humanas dentro de seu bojo social, por meio do interesse no consenso, resgatando os elementosreferenciais que constituem a verdade compartilhada entre os sujeitos em um diálogo. Considerando que osprocessos de coisificação são resultado de uma integração repressiva, imposta pela economia oligopolistae por um aparato estatal autoritário, o autor estudado, contando com o trilhar da experiência históricadas verdades compartilhadas e dos modos de articulação do poder dentro da sociedade, estabelece ateoria da política deliberativa, uma concepção procedimentalista da democracia, surgida com a união dedeterminados elementos das concepções democráticas liberal e republicana, como uma forma de propora legitimidade das instituições de poder existentes na sociedade atual, já que seriam criadas a partir dacomunicação. Essa comunicação propiciaria uma relação intersubjetiva capaz de encaminhar os indivíduose a sociedade à emancipação.


PALAVRAS-CHAVE: Jürgen Habermas. Política Procedimentalista. Democracia Deliberativa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/nej.v18n2.p289-299