DIREITO À PRIVACIDADE: UMA NOVA PERSPECTIVA

José Isaac Pilati, Mikhail Vieira Cancelier de Olivo

Resumo


O nível tecnológico alcançado com os mecanismo de sensoriamento proporciona uma abrangência no acesso a informações - pessoais ou governamentais - jamais imaginado. A privacidade, dessa forma, sai do âmbito puramente privado e ganha contornos coletivos, demandando uma nova forma de análise e tutela. Tal concepção coletiva do bem jurídico - privacidade - supera as barreiras do paradigma jurídico moderno, exigindo uma nova molduta interpretativa. a teoria da pós-modernidade jurídica possibilita essa nova forma de interpretação.


Palavras-chave


Acesso à informação. Direito à privacidade. Bens coletivos. Constituição. Pós-modernidade jurídica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/nej.v19n1.p77-94

eISSN: 2175-0491

Este portal é licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.