FRUGALIDADE, AVALIAÇÃO DE PREÇOS E CLASSES SOCIAIS NO VAREJO DE CALÇADOS

Rodrigo Bisognin Castilhos, Renan Petersen-Wagner

Resumo


O presente estudo analisa a relação entre o construto de frugalidade, avaliação de preços e classes sociais no contexto de varejo. Por meio de uma triangulação de técnicas realizou-se um estudo junto a duas lojas de calçados com público-alvo de diferentes classes sociais. A aplicação da escala de frugalidade revelou algumas diferenças com relação a estudos
prévios, com a emergência de três dimensões do construto. A pesquisa evidenciou, ainda, tendência a um menor grau de frugalidade nas três dimensões, na medida em que se desce na pirâmide social, o que implica uma maior disposição para gastar e adquirir produtos; revelando o que pode ser um traço das classes baixas brasileiras no atual contexto econômico do país.
Palavras-chave: Frugalidade; Preços; Classes Sociais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v16n2.p162-180

Direitos autorais 2009 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.