A FORMAÇÃO DE PESSOAS NA ÓTICA DA INTERGERACIONALIDADE E DO HUMANISMO

Vicente Volnei de Bona Sartor

Resumo


Este artigo discute a formação de gestores sob a ótica dos compromissos
geracionais e do humanismo, enquanto fundamentação intelectual e cultural de agentes
na gestão de organizações públicas e privadas. Faz referências a aspectos da globalização
e sugere a inserção do humanismo no âmbito do ensino de administração. Este artigo
reflexivo, ao abrigo do humanismo, se justifica pela constatação filosófico-pedagógica de
que o modo como se estruturam os programas e conteúdos institucionais têm efeitos
socioculturais profundos e de longo prazo sobre a vida humana associada desta geração e
das seguintes. Antecede esta proposta a constatação do enfraquecimento dos ideais de
Sociedade Política, exigindo-se assim, que os gestores, além do conteúdo
profissionalizante, ampliem sua formação para competências humanísticas no âmbito das
organizações

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v10n3.p451-490

Direitos autorais 2009 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.