PLANEJAMENTO UNIVERSITÁRIO: ATO RACIONAL, POLÍTICO OU SIMBÓLICO - UM ESTUDO DE UNIVERSIDADES BRASILEIRAS

Victor Meyer Júnior

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar o planejamento praticado nas universidades brasileiras, examinando-o sob a ótica das dimensões racional, política e simbólica identificadas na literatura. Trata-se de um estudo multi-caso do qual participaram doze (12) universidades, sendo seis (06) públicas e seis (06) privadas (comunitárias). A análise dos dados indicou que o planejamento praticado é incipiente e incremental, carecendo de modelo mais adequado à realidade complexa das universidades. Cada uma das dimensões apresenta características distintas e sua análise contribui para a melhoria de sua prática nas universidades. Para enfrentarem as turbulências e desafios de um ambiente de mudanças rápidas, competição e recursos escassos as universidades não podem prescindir da prática de um planejamento que contemple suas especificidades organizacionais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v12n3.p373-390

Direitos autorais 2008 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.