INDICADORES DE VIABILIDADE E ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS: O CASO DOS PRODUTORES DE ALHO NA REGIÃO DE CURITIBANOS-SC

Carlos Leomar Kreuz, Alceu Souza, Sieglind Kindl da Cunha, Juarez Perfeito

Resumo


O presente artigo analisa aspectos da competitividade da cultura do alho na região de Curitibanos-SC, com ênfase no retorno financeiro da atividade. Discute, também, o conceito de Arranjo Produtivo Local como estratégia factível para sustentar a viabilidade desse agronegócio. A hipótese básica é a de que os alhicultores possuem investimentos agro-industriais nessa região e o cultivo do alho se apresenta como alternativa de ampliação ou diversificação de investimentos. Para a análise da viabilidade financeira utilizou-se indicadores de rentabilidade (VPL; VPLa; IBC e ROIA) e dois indicadores de risco (TIR; PAY-BACK). Apesar da evidência de alta rentabilidade e da existência de barreiras à entrada, o sucesso empresarial desses pequenos empreendedores depende da formulação de estratégias competitivas, via arranjo produtivo local.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/alcance.v12n2.p269-284

Direitos autorais 2008 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.