INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO ALÉM DOS ASPECTOS ECONÔMICOS: COMPARTILHAMENTO DE CONHECIMENTO NA RELAÇÃO EMPRESA-ONGS

Mariana Galvão Lyra, Helio Zanquetto Filho, Ricardo Corrêa Gomes, Miriam Magdala Pinto

Resumo


O conhecimento como moeda de troca nas relações entre organizações é um tema que vem crescendo na
literatura nacional e internacional. O presente estudo teve como objetivo analisar algumas das relações
interorganizacionais da Petrobras, com lócus exclusivo na UN-ES, buscando identificar e compreender
aspectos que possam facilitar o compartilhamento de conhecimento entre os atores e alavancar a
aprendizagem organizacional. Especificamente, foram selecionadas as relações interorganizacionais com
ONGs que já participaram do Programa Ciranda Capixaba. Desta forma, foram realizadas quinze entrevistas
com gestores da Petrobras e das ONGs para a coleta dos dados. A partir das entrevistas, fez-se sua
transcrição para análise, que utilizou os elementos da análise de conteúdo. Como resultado, observa-se
que tanto a Petrobras UN-ES quanto as ONGs buscam, com diferentes objetivos, legitimidade no processo
de relacionamento. A adequação de linguagem se constitui como um dos elementos fundamentais para
que o compartilhamento de conhecimento seja facilitado, sendo observado que as ONGs adaptam sua
linguagem àquelas utilizadas pela Petrobras UN-ES, prevalecendo assim a lógica de haver um depositário
da informação e, em contrapartida, um dominador das linguagens. Para superar as dificuldades gerenciais,
criou-se a figura da “terceira pessoa ou organização”, que funciona como intermediador da confiança
necessária para melhorar a troca de informações. A pesquisa revelou o desejo entre as partes para
colaborarem, de forma a criar mecanismos coordenados. Assim, essa pré-disposição para melhorar, apoiada na possibilidade de ganhos com a legitimidade por ambas as partes, faz com que seja possível
haver benefícios acima do normal (rents) gerados em conjunto, uma vez que estes não podem ser
gerados por uma das duas organizações de maneira isolada. Há uma necessidade de se refletir para além
dos aspectos econômicos nas relações interorganizacionais com foco nos projetos socioambientais. Ou
seja, pode-se avançar nas pesquisas, a fim de desenvolver conceitos centrais e as novas tecnologias de
gestão dos relacionamentos interorganizacionais com foco na melhoria da gestão do conhecimento com
organizações dessas características.

Palavras-chave


Compartilhamento de Conhecimento. Responsabilidade Social Corporativa. Relação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/alcance.v20n2.p221-236

Direitos autorais 2013 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.