COMO AS PEQUENAS EMPRESAS EMPREENDEDORAS OBTÊM RENDA A PARTIR DE REDES DE ALIANÇA GLOBAL

Ernst Verwaal, Herman Belgraver, Nadia Castro Carvalho

Resumo


Este estudo apresenta as formas como as pequenas empresas empreendedoras podem gerar renda de recursos disponíveis em redes de alianças globais. Com base na argumentação desenvolvida na aliança de redes globais, as pequenas empresas empreendedoras criam mais valor a partir de recursos de rede global de alianças do que as grandes empresas. O desenvolvimento intensivo de P&D beneficia as empresas de parceria em redes de pequenas empresas empreendedoras. No entanto, as pequenas empresas empreendedoras têm capacidade de negociação mais fraca, o que pode reduzir a sua capacidade de reivindicar valor de redes de alianças globais. Para testar essas ideias, aplicou-se a análise longitudinal de um conjunto de dados em nível empresarial ao longo de cinco anos em 163 empresas. Os resultados deste estudo apoiam os benefícios de criação de valor de recursos de rede em aliança global para as pequenas empresas empreendedoras no que diz respeito ao conhecimento de tecnologia intensiva e de recursos humanos. Os resultados também mostram o efeito de posições mais fracas de negociação das pequenas empresas em termos de relativa rentabilidade entre parceiros. Além disso, evidenciou-se que grandes empresas, com P&D intensivo, beneficiam-se mais com uma parceria com as pequenas empresas empreendedoras do que parcerias com outras grandes empresas em redes de alianças globais.

Palavras-chave


Pequenas empresas. Redes de alianças globais. Criação de valor. Desempenho da empresa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v20n3.p367-382

Direitos autorais 2013 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.