RISCO, BENEFÍCIO, PREÇO, CRENÇA E AUTOIMAGEM: UMA ABORDAGEM MULTIDIMENSIONAL DO COMPORTAMENTO TABAGISTA DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS

Evandro Luiz Lopes, Claudia Rosa Acevedo, Ronie Galeano

Resumo


Não é de hoje que os males causados pelo fumo são discutidos no cenário mundial. Tanto do ponto de
vista da saúde pública como sob a ótica da economia, vários já foram os trabalhos que dimensionaram
o impacto do consumo de cigarros e outros derivados do tabaco. Diante disso, os autores buscaram
estabelecer a relação entre risco percebido, benefício percebido, crença antitabagista e percepção
de preço e o comportamento em relação ao tabagismo, além de proporem a utilização da teoria da
dualidade da autoimagem como fator moderador desta relação. Para tanto, foi realizado um survey,
em corte transversal, junto a 450 estudantes universitários. Por meio de análise fatorial exploratória,
correlação bivariada e modelagem de regressões lineares multivariadas, com utilização do pacote
estatístico SPSS for Windows na versão 13.0, constatou-se que: (1) existe relação negativa entre
risco percebido e o comportamento em relação ao tabagismo; (2) existe relação negativa entre o
preço percebido de cigarros e a percepção de benefícios em fumar; (3) existe relação negativa entre
a percepção de benefícios e o comportamento dos estudantes em relação ao tabagismo; (4) existem
evidências de que estudantes de perfil independente são mais suscetíveis ao tabagismo quando
comparados aos estudantes de perfil interdependente.

Palavras-chave


Tabagismo. Riscos. Benefícios. Jovens. Autoimagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v20n2.p255-271

Direitos autorais 2013 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.