COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO: UM ESTUDO EM DESTINOS INDUTORES DO TURISMO BRASILEIRO

Daniel Pires Vieira, Valmir Emil Hoffmann

Resumo


O estudo da competitividade em destinos turísticos traz o desafio de uma visão sistêmica, uma vez que o desenvolvimento bem-sucedido do destino não se estabelece somente com fatores presentes no nível empresarial, sendo necessários aspectos do entorno social do destino. Partindo dessa perspectiva, os principais modelos de competitividade de destinos turísticos convergem ao tratar a competitividade como etapa intermediária para o objetivo final: o desenvolvimento local. O presente estudo objetiva analisar a relação entre competitividade de destinos e desenvolvimento e identificar quais dimensões da competitividade são influentes para o desenvolvimento local. A pesquisa abrange 65 destinos brasileiros e caracteriza-se como exploratória e descritiva com aplicação de métodos quantitativos. São empregadas análise fatorial, regressões multivariadas e análises de correlação. Os resultados demonstram que aspectos relacionados à gestão dos destinos turísticos são centrais para que a competitividade possa gerar de resultados positivos para o desenvolvimento local.

Palavras-chave


Competitividade. Competitividade Sistêmica. Turismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v20n3.p400-416

Direitos autorais 2013 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.