ANÁLISE DISCRIMINANTE E RATINGS: UMA APLICAÇÃO DO MODELO Z’’ SCORE DE ALTMAN ÀS EMPRESAS DO SETOR AEROVIÁRIO BRASILEIRO, DE 2005 A 2010

Rafael Sousa Ferreira, Carlos Roberto Souza Carmo, Vidigal Fernandes Martins, Adeilson Barbosa Soares

Resumo


Com o objetivo de avaliar a eficácia do modelo Z’’ score de Altman (2002), esse estudo buscou avaliar empiricamente o desempenho econômico-financeiro das empresas do segmento aeroviário brasileiro, de 2005 a 2010, utilizando aquela técnica de análise discriminante e a tabela de ratings Standard & Poor’s. Além de ratificar a eficácia do modelo Z’’ score aplicado ao setor alvo desse estudo, entre outros resultados, essa investigação identificou que as empresas TAM e Gol apresentaram os melhores desempenhos dentre as empresas daquele segmento, o que permitiu sua recuperação econômico-financeira, em relação à crise econômica de 2008, já em 2009. Também foi observado que 60% das empresas analisadas alcançaram um rating médio CCC+, o que traduz uma vulnerabilidade a riscos de inadimplência, sendo que um terço das empresas integrantes da amostra de pesquisa apresentavam ratings superiores ao CCC+ antes da crise de 2008. Além disso, essa investigação constatou que as variáveis externas relacionadas àquela crise influenciaram significativamente, de forma negativa, os resultados econômico-financeiros de todas as empresas aéreas analisadas nessa investigação, o que contraria os resultados de alguns estudos anteriores que afirmaram que a situação econômica doméstica é mais impactante na situação econômico-financeira das empresas do segmento aeroviário brasileiro.

Palavras-chave


Risco. Modelagem. Falência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v20n3.p325-344

Direitos autorais 2013 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.