A DINÂMICA DAS COMPETÊNCIAS ORGANIZACIONAIS E A CONTRIBUIÇÃO DA APRENDIZAGEM: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR BANCÁRIO

Roberto Lima Ruas, Denise Ramos Raupp, Grace Vieira Becker, Guilherme Pegorini

Resumo


A revisão da literatura acerca do conceito de Competências Organizacionais (COs) revela a escassez de trabalhos empíricos dedicados à caracterização e à dinâmica interna das CO. Na perspectiva de contribuir com esse debate, o objetivo deste trabalho é identificar e caracterizar as competências organizacionais mais relevantes para a gestão estratégica de uma empresa que atua no setor financeiro. A metodogia adotada foi o estudo de caso e as técnicas de coleta empregadas foram grupo focal e entrevistas individuais. A análise das informações seguiu as orientações de Bardin (2009). No decorrer da análise das características das duas COs identificadas na pesquisa, constatuou-se que determinadas configurações da abordagem Aprendizagem Organizacional assumiam um papel importante na formação e desenvolvimento destas competências. A apropriação da configuração Aprendizagem na pesquisa, além de auxiliar significativamente à compreensão da dinâmica das competências, abriu espaço para se considerar também o conceito de Rotinas e a projeção de uma Rotina de Aprendizagem para o caso das COs analisadas. As principais contribuições do estudo são a confirmação do método e do instrumental empregados na identificação e caracterização de CO e a articulação da configuração Aprendizagem à dinâmica das CO, o que revelou promissoras possibilidades para estudos futuros sobre o tema.

Palavras-chave


Competências Organizacionais. Aprendizagem. Rotinas Organizacionais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v21n4.p612-649

Direitos autorais 2015 Revista Alcance

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.