TECNOLOGIA SOCIAL COMO MECANISMO DE EMANCIPAÇÃO SOCIAL? UMA ANÁLISE EMPÍRICA

Júlio Cesar Andrade de Abreu, Lucas Villanacci Tibiriçá

Resumo


Este texto ensaístico busca reflexionar sobre o constructo da Tecnologia Social como mecanismo de emancipação social. A análise é baseada em pesquisa bibliográfica e, empiricamente, na experiência do projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social no Conjunto Residencial Candelária (Volta Redonda, Rio de Janeiro). Procurou-se observar traços emancipatórios nos discursos dos moradores a partir de entrevistas semiestruturadas e os resultados desse trabalho apontam que houve diferentes impactos decorrentes das reaplicações das Tecnologias Socias na comunidade em questão; apesar de não se fazerem notar mudanças substanciais na vida coletiva do empreendimento habitacional, transformações significativas aconteceram em níveis individuais.

Palavras-chave


Tecnologia Social; Emancipação; Volta Redonda.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rbts.v4n2.p135-148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.