RACIONALIZAÇÃO DAS AÇÕES DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA COMO PROCESSO DE CONTROLE NA GESTÃO DA SAÚDE EM UNIDADES HOSPITALARES NO CONTEXTO BRASILEIRO

Isabelle Christine GUERINI, Eduardo GUERINI

Resumo


O presente artigo tem como objetivo descrever sucintamente a racionalização
das ações de controle interno e auditoria nas gerências das unidades hospitalares no contexto brasileiro. A necessidade de mecanismos de gestão com implantação de auditagem derivou da necessidade de controles internos para melhoria contínua na gestão hospitalar, como resultado de um processo derivado da universalização proposta na regulação jurídica, garantindo a universalização do acesso, destacando uma clara orientação para estabelecimento de metas quantitativas e qualitativas. Elaborou-se breve
histórico da implantação e da implementação de práticas gerenciais no sistema de saúde brasileiro, a racionalização, resultante de políticas públicas que são monitoradas por padrões de desempenho com resultados vinculados ao planejamento e cumprimento de metas almejadas. Neste sentido, observou-se que, no sistema de saúde pública ou privada, as variadas formas de organização hospitalar têm como claro resultado a transparência dos processos – elementos preponderantes para efetivação da prática de auditagem interna e externa nas unidades hospitalares no contexto brasileiro.


Palavras-chave


Racionalização; Unidades Hospitalares; Auditoria Interna e Externa; Sistema de Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rbts.v6n1.p56-69

Apontamentos

  • Não há apontamentos.