A RELAÇÃO DA EQUIPE DE SAÚDE COM OS CUIDADORES FAMILIARES DE IDOSOS NO PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO

Natália Nunes dos Santos, Juliana Vieira de Araujo Sandri

Resumo


Objetivo: Averiguar a relação da equipe de saúde com os cuidadores familiares durante a hospitalização e na alta hospitalar do idoso. Método: Pesquisa exploratória de abordagem qualitativa realizada na clínica médica de uma instituição hospitalar de médio porte da região do Vale do Itajaí no estado de Santa Catarina. Foi realizada entrevista semiestruturada e observação participante com dez cuidadores familiares registrados em diário de campo. Os resultados obtidos dessa triangulação de técnicas de coleta foram ponderados conforme a análise temática. Resultados: A comunicação eficaz entre a equipe de saúde e o cuidador familiar, assim como a troca de saberes, resulta em melhora no cuidado e na segurança ao realizar as atividades com o idoso hospitalizado. Conclusão: O estudo permitiu perceber e compreender como se dá a relação da equipe de saúde com os cuidadores familiares e entender a importância de fortalecer esse vínculo com o objetivo de melhorar a qualidade na assistência

Palavras-chave


Cuidador familiar. Assistência integral a saúde. Idoso. Hospitalização

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHOFF, C.R; ELSEN, I; NITSCHKE, R.G. (Org.). Pesquisando a família: olhares contemporâneos. Florianópolis,

SC. Papa-Livro Editora, 2004.

FIGUEIREDO, Tatiana Enter; MOSER, Liliane. Envelhecimento e família: reflexões sobre a responsabilização

familiar, os desafios às políticas sociais e a regulamentação da profissão de cuidador de pessoa idosa. 9º Congresso

Catarinense de Assistentes Sociais, Ago, 2013.

FLORIANO, Luciane Almeida et al. Cuidado realizado pelo cuidador familiar ao idoso dependente, em domicílio, no

contexto da estratégia de Saúde da família. Texto Contexto Enferm. 2012 Jul-Set; 21(3): 543-548.

FONTANELLA, Bruno José Barcellos; RICAS, Janete; TURATO, Egberto Ribeiro. Amostragem por saturação em

pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cad. Saúde pública 2008; 24(1): p. 17-27.

GONÇALVES, Lucia Hisako Takase; TOURINHO, Francis Solange Vieira. (Orgs.). Enfermagem no cuidado ao

idoso hospitalizado. São Paulo: Manole, 2012.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo:

Hucitec, 2014.

MORAIS, Gilvânia Smith da Nóbrega et al. Comunicação como instrumento básico no cuidar humanizado em

enfermagem ao paciente hospitalizado. Acta Paul. Enferm. 2009; 22(3): 323-7.

NAKAMURA, Eunice; MARTINS, Denise; SANTOS, José Francisco Quirino dos (Orgs). Antropologia para

Enfermagem. São Paulo: Manole, 2009.

PENA, S.B; DIOGO, M.J.D. Fatores que favorecem a participação do acompanhante no cuidado do idoso

hospitalizado. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 2005; 13(5): p. 663-9.

ROCHA, Lucimara Sonaglio et al. O cuidado de si de idosos que convivem com câncer em tratamento

ambulatorial. Texto & Contexto Enfermagem, 2014, Jan-Mar; 23(1):29-37.

SOUZA, I.C.P. et al. Perfil de pacientes dependentes hospitalizados e cuidadores familiares: conhecimento e preparo

para as práticas do cuidado domiciliar. REME rev. min. Enfermagem 2013; 18(1).

SOUZA, Mayara Amancio de; TORTURELLA, Marcia; MIRANDA, Maurício. A importância da Família Participante

para acompanhantes e idosos hospitalizados: A atuação do enfermeiro. Revista Kairós Gerontologia, 2011.

VALADARES, Glaucia Valente; PAIVA, Raquel Silva de. Estudos sobre o cuidado à família do cliente hospitalizado:

contribuições para enfermagem, Rev. Rene 2010; 11(3): p. 180-8.

WALDOW, Vera Regina. O Cuidado na Saúde: as relações entre o eu, o outro e o cosmos. Petrópolis, RJ: Vozes,




DOI: https://doi.org/10.14210/rbts.v7n1.p18-24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.