Terceira Idade, Natalidade e Educação Ambiental numa Perspectiva Intergeracional e Arendtiana

Ademir José Rosso, Franciely Ribeiro dos Santos

Resumo


O artigo tem como proposta a participação dos idosos como sujeitos educadores ambientais. A partir de suas memórias, e em contato com os alunos, os idosos permitem o encontro do passado com o presente, podendo-se assim projetar um futuro com novos significados. Os encontros intergeracionais romperam com o paradigma vigente, em que as crianças são responsabilizadas pelo futuro. A natalidade passa a ter real significado no momento em que os mais velhos passam a se responsabilizar por aqueles que são por natureza novos neste mundo.

Palavras-chave


Educação ambiental; Terceira Idade; Educação Intergeracional; Memória.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais