Formação do leitor: criticidade e autonomia

Marcia Aparecida Paganini Cavéquia, Aline Guilherme Maciel, Lucinea Aparecida de Rezende

Resumo


O que significa, para o educador, formar um leitor crítico e autônomo? Qual é o conceito de criticidade e de autonomia? De que modo(s) é possível mediar processos de leitura tendo em vista a promoção da autonomia e do pensamento crítico de um leitor de textos veiculados pela mídia? O objetivo deste artigo é, pois, discutir essas questões, buscando, por meio da literatura da área disponível, compreender o modo como o leitor em formação seleciona as leituras advindas da mídia e de que modo ele se posiciona perante elas, considerando o acesso quase ilimitado de textos disponíveis atualmente. Tendo em vista o volume de textos a que a sociedade contemporâO que significa, para o educador, formar um leitor crítico e autônomo? Qual é o conceito de criticidade e de autonomia? De que modo(s) é possível mediar processos de leitura tendo em vista a promoção da autonomia e do pensamento crítico de um leitor de textos veiculados pela mídia? O objetivo deste artigo é, pois, discutir essas questões, buscando, por meio da literatura da área disponível, compreender o modo como o leitor em formação seleciona as leituras advindas da mídia e de que modo ele se posiciona perante elas, considerando o acesso quase ilimitado de textos disponíveis atualmente. Tendo em vista o volume de textos a que a sociedade contemporânea tem acesso nos dias atuais, especialmente aqueles provindos dos meios de comunicação de massa, inclusive do ciberespaço, importa discutir, no âmbito da educação, o modo como o leitor em formação — o aluno de educação básica, mais precisamente — seleciona e recepciona tais textos. Para tanto, o artigo propõe-se a: discutir o papel da mídia no modelo de sociedade atual; compreender o que quer dizer autonomia e criticidade nesse contexto; ponderar se os leitores que a escola tem formado correspondem a esse perfil; refletir acerca de o que significa e por meio de quais propostas didáticas é possível formar esse leitor que se deseja. Palavras-chave: educação – leitura – formação de leitor nea tem acesso nos dias atuais, especialmente aqueles provindos dos meios de comunicação de massa, inclusive do ciberespaço, importa discutir, no âmbito da educação, o modo como o leitor em formação — o aluno de educação básica, mais precisamente — seleciona e recepciona tais textos. Para tanto, o artigo propõe-se a: discutir o papel da mídia no modelo de sociedade atual; compreender o que quer dizer autonomia e criticidade nesse contexto; ponderar se os leitores que a escola tem formado correspondem a esse perfil; refletir acerca de o que significa e por meio de quais propostas didáticas é possível formar esse leitor que se deseja. Palavras-chave: educação – leitura – formação de leitor

Palavras-chave


Education; Reading; Formation of the reader.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais