O SUPERVISOR EDUCACIONAL COMO ARTICULADOR DA ÉTICA NO CONTEXTO ESCOLAR

Marcos Alexandre Alves, Carla Regina da Rocha Alves

Resumo


Neste trabalho propõe-se investigar as concepções de ética dos supervisores educacionais do Ensino Fundamental de algumas Escolas públicas de Santa Maria – RS. Os princípios éticos estão cada vez mais presentes na vida dos indivíduos que constituem as sociedades contemporâneas, por esta razão as políticas educacionais para a Educação Básica do país destacam a necessidade de se trabalhar estes princípios como um tema transversal. Neste contexto, o supervisor educacional tem como tarefa realizar mediações entre as exigências das políticas públicas e as práticas pedagógicas dos docentes. Porém, torna-se um desafio enfocar a ética nos espaços escolares e incorporá-la no processo de ensino-aprendizagem que se realiza em cada uma das áreas do conhecimento. Metodologicamente, a presente pesquisa caracteriza-se como qualitativa, em que se utilizou na coleta dos dados a técnica de entrevista semi-estruturada e a análise das informações está fundamentada na técnica de análise de conteúdo. Os resultados apontam para dificuldades em trabalhar temáticas relacionadas à ética com professores e alunos. Pode-se inferir que entre os supervisores predomina a concepção de ética como respeito ao colega, isto indica que prevalece o uso de concepções e metodologias centradas na ética contextual. Portanto, acredita-se que a ética pode ser mais e melhor explorada e trabalhada no âmbito escolar.

Palavras-chave


Ética, Supervisor Escolar, Ensino Fundamental

Texto completo:

PDF


Direitos autorais