ENSINO DE NOVE ANOS, SENTIDOS E SIGNIFICADOS: contribuições da teoria histórico-cultural

Adriana de Fátima Franco, Jéssica Godói

Resumo


Este artigo objetivou analisar os significados e sentidos atribuídos por professores da última etapa dos Centros Municipais de Educação Infantil e professores das turmas de primeiro ano do Ensino Fundamental acerca do Ensino Fundamental de nove anos. Os pressupostos são os da psicologia histórico-cultural. Nesta perspectiva, assumimos como método o materialismo histórico dialético e a análise foi realizada por meio de duas categorias: o significado e o sentido. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semi-estruturadas. A análise dos dados indica uma escola, onde a dimensão coletiva está presente apenas pelas diretrizes políticas, o processo de discussão acerca da implementação desta política pouco ocorreu. A expropriação dos professores do processo de discussão, age como fator de manutenção para a reprodução dos significados historicamente construídos, não permitindo a coincidência entre os significados sociais e os sentidos pessoais bem como, parece impossibilitar a construção de novos significados e sentidos para seu trabalho.

Palavras-chave


políticas públicas; sentidos e significados, formação de professores

Texto completo:

PDF


Direitos autorais