CORPO, SEXUALIDADE E DIFERENÇA: UM ENSAIO SOBRE A CONVIVÊNCIA ESCOLAR

Raquel Alexandre Pinho dos Santos

Resumo


Neste texto apresento um ensaio teórico para a área temática da “Educação e Diversidade”, no qual destaco o desafio do reconhecimento da diversidade sexual na relação professor-aluno. Parto do princípio de que a diferença faz parte da realidade humana. Por outro lado, a escola tem exercido uma ação distintiva, promovendo a padronização e a homogeneidade de características sócio-culturais hegemônicas. Busco ainda problematizar o corpo e seu lugar na sociedade enquanto objeto de processos discriminatórios. Para isso, faço uma relação entre o dualismo cartesiano e o paradigma da corporeidade. Em seguida, destaco o desafio de educar para diversidade e para a tolerância. Por fim, abordo o silenciamento do gênero e da sexualidade, a valorização da heteronormatividade e a negação da diversidade sexual nos processos pedagógicos. Com isso, proponho um posicionamento queer como caminho alternativo para uma educação mais justa que considere a pluralidade cultural.

Palavras-chave


Teoria queer, Sexualidades, Gêneros

Texto completo:

PDF


Direitos autorais