A DIVERSIDADE E A ALFABETIZAÇÃO: APRENDIZAGEM DOCENTE NA ESCOLA PARA APRENDIZES SURDOS

Doris Pires Vargas Bolzan, Giovana Medianeira Fracari Hautrive

Resumo


Neste trabalho propomos discutir sobre os processos engendrados na constituição da docência de professores que atuam no contexto de uma escola para aprendizes surdos. O recorte aqui apresentado é decorrente do estudo qualitativo-narrativo desenvolvido com professoras alfabetizadoras do Sistema Público Estadual de Educação de Santa Maria – Rio Grande do Sul, que trabalham com crianças surdas. Consideramos, neste recorte, os distintos caminhos que constituem o processo de aprender a ser professor de aprendizes surdos ao longo das últimas décadas, destacando a importância de se compreender o processo de aprendizagem de ser professor, explicitando o reconhecimento dos elementos que mantém estes sujeitos comprometidos com a docência na diversidade. O percurso investigativo realizado permite destacar que o desenvolvimento da docência no contexto da diversidade produz marcas formativas que são constitutivas dos modos de produção de ser professor. As demandas e enfrentamentos no contexto no qual os professores atuam, põem em evidência os modos culturais específicos desta realidade. Este processo proporciona ao professor a assunção de sua condição de sujeito capaz de transitar com propriedade nesta diversidade e, especialmente, seu comprometimento com a docência no contexto de ensino de aprendizes surdos.

Palavras-chave


aprendizagem docente; diversidade/surdez; alfabetização

Texto completo:

PDF


Direitos autorais