O DOCENTE UNIVERSITÁRIO COMO PROFISSIONAL PESQUISADOR DE SUA PRÓPRIA PRÁTICA

Altair Aberto Fávero, Darciel Pasinato

Resumo


O presente artigo é resultado parcial de uma pesquisa bibliográfica e constitui uma reflexão teórica sobre a formação do professor universitário. Para tanto, trabalha com o pressuposto de que a formação do educador é um dos fatores determinantes para que haja melhorias no processo ensino-aprendizagem e na formação do cidadão consciente e emancipado. Acreditamos que um dos caminhos mais promissores para que aconteça esse processo formativo é tornar o professor universitário um profissional pesquisador da própria prática docente. Nosso objetivo é realizar um processo reflexivo sobre esse processo, nos servindo, para tal, de alguns autores que possam indicar possibilidades para sua concretização. O artigo está estruturado em três tópicos. O primeiro trata sobre o problema da relação pedagógica entre professor e aluno e a necessidade de repensar os processos de aprendizagem. Na sequência, o texto aborda a problemática da carreira do docente universitário e, por fim, a terceira parte discute a possibilidade do professor do ensino superior ser um pesquisador de sua própria prática docente. Como conclusão, o artigo ressalta a urgência para que nas instituições de Educação Superior ocorram processos de formação do professor pesquisador para além dos programas de pós-graduação stricto senso. O artigo é produção parcial do projeto de pesquisa “A improvisação docente no contexto da expansão da Educação superior: o problema da identidade docente”.

Palavras-chave


docente investigador; educação superior; professor universitário.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/contrapontos.v13n3.p195-206

Direitos autorais