AS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA: SENTIDOS POSSÍVEIS

Márcia Cossetin, Ivete Janice de Oliveira Brotto, Carla Ramos de Paula

Resumo


Neste artigo, discutimos a produção de alguns enunciados presentes nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. O objetivo é o de contribuir com as discussões sobre as DCN’s, a partir de alguns dos enunciados presentes no discurso aí materializado, provocando a reflexão sobre os aspectos constitutivos e específicos do contexto. Demonstrarmos que esses enunciados, qual sejam: cidadania, informações, habilidades, pluralidade de conhecimentos e equânime, presentes no documento revelam sua coadunação com a forma de organização capitalista da sociedade e não com a busca por uma formação profissional profícua, que permita compreender a realidade social, nessa a própria educação, pelo conhecimento. Realizamos a análise apresentando a trajetória de construção das DCN’s e em que medida a negociação consensuada, empreendida entre os diversos envolvidos, pode ter gestado e produzido sentidos que desvinculam o curso como formador de profissionais para atuarem na e para a educação, não se restringindo apenas à atuação em sala de aula. Trabalhamos com revisão de bibliografia e com o amparo teórico de Mikhail M. Bakthin, autor que estuda e teoriza sobre a linguagem. Da análise apreendemos que a produção da DCN’s, na forma como puderam ser construídas, cedeu espaço para produções ideológicas que aliam a formação dos pedagogos com enunciados presentes no contexto da organização social vigente, evidenciando a convergência para a sustentação da sociedade na forma como está organizada contemporaneamente.

Palavras-chave


DCN’s. Enunciados. Sociedade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/contrapontos.v14n3.p586-600

Direitos autorais