Ecologia e Literatura: a contribuição de Octavio Paz à ecologia global e à Educação Ambiental

Valdo Hermes Barcelos

Resumo


Este ensaio tem como objetivo principal fazer uma reflexão sobre a forma como abordamos os diferentes conflitos em nossa sociedade. Minha atenção se volta, neste momento, para os conflitos ambientais contemporâneos. Farei um exercício de diálogo entre a obra literária e a produção de conhecimento, a partir da idéia de que a literatura se constitui em mais uma possibilidade de diálogo com o mundo, na medida em que existe uma relação permanente entre autor(a), leitor(a), texto e sociedade. Tomo como referencial teórico, para este ensaio, as idéias do poeta e ensaísta mexicano Octávio Paz (1914-1998). Vejo, nas idéias deste autor, mais uma contribuição importante, tanto para o entendimento das possíveis origens dos dilemas contemporâneos, quanto para a construção de
alternativas ao modelo atual de sociedade herdado da modernidade ocidental. Neste ensaio, me deterei no estudo e na análise das possíveis contribuições epistemológicas das idéias pazianas para o enfrentamento da crise ecológica nos
tempos de pós-modernidade em que vivemos. Os textos analisados fazem parte das Obras Completas, deste autor, publicadas em 15 volumes pelo Fondo de Cultura Económico, México, 1994. Adianto que, embora a obra paziana seja
composta de uma diversidade de gêneros literários, será aqui estudada, de forma mais específica, a sua produção ensaística.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais