A pesquisa em Educação Ambiental: dossiê de implantação do GEEA-22 da Anped

José Erno Taglieber

Resumo


As várias concepções de ambientalismo sugerem uma multiplicidade de concepções de Educação Ambiental, que, por sua vez, trazem no âmbito muitas concepções de pesquisa. O presente estudo se apóia em Gamboa e Layrargues para fazer uma análise das dissertações incluídas no dossiê de implantação do GE EA 22 da ANPEd. Foram lidas apenas os resumos e neles pôde-se detectar pelo menos quatro grandes tendências epistemológicas: a empírico-analítica, que tem sua raiz nas ciências biológicas; a fenomenologia-hermenêutica, que está relacionada com o fenômeno humano e suas ações no meio ambiente; a crítico-dialética, que busca a solução dos problemas ambientais do ponto de vista humano, e por fim, a autopoiese que visa a re-inserção da espécie humana na Natureza. Por outro lado, as temáticas mais usadas nas dissertações e teses referem-se, principalmente, a assuntos de currículo, formação decente para EA; pesquisas básicas relacionadas a ações de EA etc. Este estudo revela também os programas de pós-graduação e instituições que estão mais empenhados na inclusão da EA que nos currículos escolares. Existem, também, um grande número de dissertações e teses estudaram a EA em ambientes não-escolarizados. O estudo revela o incremento das pesquisas em EA na última década. Finalmente, chegase a considerações que a Educação Ambiental é transformadora da consciência humana e é um trabalho eminentemente coletivo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais