Educação Infantil: uma iniciativa produzida pela união de recursos e competências

Eliana Bhering

Resumo


Este artigo pretende apresentar uma análise da vigente proposta para educação infantil cuja discussão se focaliza não só na passagem da responsabilidade da assistência social para a educação, mas, sobretudo no lugar da educação infantil como contexto do desenvolvimento e formação do indivíduo. Esta discussão se organiza em torno das seguintes dimensões: concepções - infância, cuidar, educar, cidadania e direitos; das instâncias - os sistemas de assistência social, saúde, educação, emprego, formação profissional; e dos aspectos da educação infantil - base teórica, currículo, ambiente, planejamento das atividades, rotina diária e desenvolvimento infantil; e seus atores, pais, corpo docente, a comunidade, sociedade, e acima de tudo, as crianças. Defende-se a união e gestão dos recursos e competências destas dimensões - concepções, instâncias e aspectos - para que o ambiente coletivo da educação infantil seja fomentador do desenvolvimento do potencial que cada individuo revela ter e que, assim, cada individuo possa usufruir deste direito. Faz-se uma análise destas dimensões lançando a proposta de uma reflexão que alinha os recursos atualmente hierarquizados pelo presente sistema com as reais demandas das crianças as quais são expressas tornando-se visíveis na rotina diária em instituições de educação infantil.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais