As perspectivas teóricas da abordagem de projetos

Sandra Cristina Vanzuita da Silva, Valéria Silva Ferreira

Resumo


Na atualidade brasileira, à medida que vão ocorrendo rápidas e profundas modificações nos setores educacionais, é possível perceber que estabelecer propostas pedagógicas com qualidade e que levem em conta a diversidade e complexidade dos conhecimentos é um dos grandes dilemas dos especialistas e estudiosos da educação infantil. Para atender a toda gama de exigências e modificações trazidas pelas novas prescrições das políticas públicas, as Instituições de Educação Infantil vêm utilizando com muita freqüência em seus currículos, a Pedagogia de Projetos. Mas o que isto significa? Que perspectivas teóricas estão sendo utilizadas? Para elaboração deste trabalho foram levantados os autores mais citados nos artigos, a partir de 1995, encontrados nas bibliotecas virtuais a partir da busca da palavra chave pedagogia de projetos. Foi possível identificar autores como Hernández (1998), Helm e Katz (2001), Jolibert (1994), Formosinho (1996), entre outros que estudam e propõem experiências com a metodologia de projetos. A partir de um estudo dos autores e suas obras indicadas nos artigos identificamos três perspectivas teóricas, as quais denominamos como: Projetos como sistemas complexos, Projetos a partir da cooperação e Projetos de Trabalho. Este artigo apresenta, portanto, as características principais de cada uma destas perspectivas teóricas.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais