Formaçãoa continuada de professores univesitários: alguns enfrentamentos necessários

Amândia Maria de Borba, Cássia Ferri, Regina Célia Linhares Hostins

Resumo


O artigo propõe-se a explicitar, mesmo que de forma breve, alguns enfrentamentos que se julgam necessários para a superação da mera discussão técnico-instrumental do processo de formação do professor. As questões apresentadas têm como fundamento a preocupação de superar o pragmatismo que assombra o contexto educacional e que prende a experiência de formação docente às pedagogias do “aprender a aprender”, tolhendo as possibilidades de pensá-la a partir de suas determinações concretas. A experiência acumulada no campo da formação de professores, notadamente na formação continuada de professores universitários de diferentes áreas de conhecimento, reforça a idéia de que essa modalidade de formação merece reflexões e questionamentos. Nessas circunstâncias, evidenciase, sobretudo, a emergência de uma reflexão teórica e crítica sobre a educação e o seu papel em uma sociedade que tem cada vez mais praticado a redução das possibilidades do conhecimento ao domínio da experiência sensível e imediata. Assim, no lugar de uma formação centrada na cultura que se constrói no cotidiano imediato dos professores, propomos uma formação que amplie as discussões para a compreensão teórica e crítica do processo educativo, do processo de produção do conhecimento e das formas e meios necessários para torná-lo assimilável no espaço e tempo acadêmicos.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais