Análise semiótica do potencial didático de vídeo para educação ambiental

Isadora Puntel de Almeida, Fernanda da Rocha Brando, Nadja Janke

Resumo


O presente trabalho de investigação teve como objetivo analisar o potencial
didático do filme “Paisagem Brasileira”, de Haroldo Palo Junior, para
Educação Ambiental. Utilizou-se para tanto uma análise comparativa de
três interpretações sobre o vídeo, a da semioticista Santaella (1983), a do
próprio autor e as de um grupo de alunos do ensino médio. A pesquisa
indicou ser o vídeo um material caracterizado como instrumento de
sensibilização que pode motivar a ação intelectual, de reflexão, sobre a
problemática ambiental.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais