Novos corpos em cena: um ensaio sobre a postura do espectador

Ida Mara Freire

Resumo


Artistas contemporâneos estão propondo um novo papel para o espectador.
A proposição não se materializa somente no que diz respeito ao corpo do
artista, como também, em relação aos corpos da platéia. Identifica-se o
surgimento de insólitas confrontações no contexto das artes. No presente
ensaio, descrevo, primeiramente, algumas experiências estéticas, pelo modo
que se apresentam, desafiam a atitude passiva do observador. No segundo
momento, problematizo a perspectiva de tratar o diferente como não-belo.
Finalmente, discuto o olhar do espectador na esfera da pluralidade humana,
refletindo sobre uma estética da existência, na perspectiva arendtiana, ou
seja, a vida como processo criativo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais