Subjetividade e escolhas profissionais

Elinilze Guedes Teodoro

Resumo


O artigo busca, de forma preliminar, conceituar a subjetividade enquanto uma noção evocada pelo objeto de estudo das escolhas profissionais, uma vez que as teorias referentes à temática adotam concepções de indivíduo e sociedade diferenciadas, levantando a questão da autonomia do sujeito. A pesquisa bibliográfica baseou-se nos textos de Bock (1987), Ferretti (1988), Araujo (1998), Martins (2004) e Seve (1989). O estudo evidenciou a relevância da investigação do tema, como subsídio a discussões pertinentes a questão da autonomia e da liberdade do indivíduo, e permite concluir sobre a possibilidade de autonomia do indivíduo frente ao contexto real e teórico como verdadeira; apresenta-se circunscrita, mas com possibilidades de expansão, relacionada à consciência do indivíduo sobre seus condicionantes e ampliação dos sentidos pessoais para os motivos de suas necessidades.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais