Os gêneros discursivos para práticas de leitura em casa e na escola pelo olhar do aluno de séries iniciais

Rosana Mara Koerner

Resumo


O presente artigo objetiva apresentar os resultados de uma pesquisa sobre gêneros discursivos utilizados em casa e na escola para práticas de leitura, a partir de entrevistas feitas com alunos de séries iniciais do Ensino Fundamental. São resultados parciais de uma pesquisa mais ampla desenvolvida ao longo de 2005, na cidade de Joinville-SC, que envolveu, também, pais e professores, além da Educação Infantil. Pretende-se contribuir para as crescentes discussões acerca dos gêneros discursivos e sua utilização no ensino da Língua Portuguesa, especialmente, no presente caso, no processo de alfabetização. Trata-se, na verdade, de um diagnóstico para verificar a que materiais de escrita, de fato, as crianças de séries iniciais têm acesso, tanto em casa como na escola. A partir daí, é possível propor atividades que busquem a ampliação do reconhecimento das práticas de leitura que se fazem socialmente, tendo como fim último, portanto, o letramento. Os principais autores que dão sustentação teórica às discussões são: Bakhtin (2000, [1952, 1953]), Marcuschi (2000) e Schneuwly e Dolz (1999).

Texto completo:

PDF


Direitos autorais